quarta-feira, 30 de agosto de 2017

"Crentes" quebram, urinam e ateiam fogo em imagem de Nossa Senhora


imagem ilustrativa 


mais caso de desrespeito à liberdade de crença. Vimos mais uma estátua de Nossa Senhora sendo destruída de forma animalesca por pessoas ditas evangélicas – os que vivem em conformidade com os princípios do evangelho.



Membros destas denominações queimaram e urinaram em uma imagem de Nossa Senhora em praça pública,  Padre Querino Pedro que há 4 anos é pároco da cidade que possui pouco mais de 2 mil habitantes relatou ao ANCORADOURO a situação de constranimento gerada pelos evangélicos fundamentalistas.

“Além desse episódio da queima da imagem outro fato que está deixando os pais de família preocupados é que na rua ou em escolas crianças católicas são constantemente criticadas por evangélicos, chamados de demônios e condenados ao inferno. As crianças estão perturbadas com essa situação”.
Em carrapateira existem 3 igrejas evangélicas. ” A pentecostal é a mais radical”, conta o padre. “Sempre vem com aquele confronto de que católico adora imagem. Um risco de gerar brigas. Eles [os protestantes] tentam tirar os crucifixos do pescoço dos coroinhas da paróquia”, denuncia o padre.
“No mês de maio os evangélicos endoidece” finaliza o padre que estava se dirigindo a uma delegacia para fazer um Boletim de Ocorrência sobre os últimos episódios, uma orientação da Diocese.

Confira a entrevista com o padre




ABSURDO! PELO ECUMENISMO PADRE PERMITE PROCISSÃO COM IDOLO HINDU DENTRO DE CATEDRAL E TOMA BRONCA DO BISPO

 

 


No domingo, 27 de agosto, um grupo de pessoas da religião hindu entrou carregando um andor com um dos seus deuses na Catedral católica de Ceuta, na Espanha, onde foi recebido pelo pároco local e foi homenageado com uma canção mariana.
Os hindus chegaram em procissão à catedral católica carregando um andor com um dos seus deuses, Ganesh ou Ganesha, representado com o corpo de uma criança e com a cabeça de um elefante.
Esta imagem do hinduísmo é considerada deus da boa sorte, “aquele que abre caminhos e liberta obstáculos”.
O Pároco e Vigário do Santuário da Virgem da África, Pe. Juan José Mateos, dirigiu algumas palavras à comunidade hindu, que no domingo encerrava as celebrações da sua divindade.
Sobre o aconteceu, a Diocese de Cádiz e Ceuta, liderado por Dom Rafael Zornoza, emitiu uma declaração na segunda-feira, 28 de agosto, na qual assinala que “a aceitação dentro do Santuário da Padroeira de Ceuta de membros da comunidade hindu carregando imagens de uma das divindades venerada por eles foi algo errado e é um ato reprovável, que não deveria ter sido permitido”.
Dom Zornoza expressou a sua “profunda dor por este lamentável acontecimento que causou dano, confusão ou escândalo na comunidade cristã e, como representante da Igreja em Cádiz e Ceuta”, pediu “o perdão a todos aqueles que por esse acontecimento foram feridos, escandalizados ou confundidos em sua fé”.
A declaração afirma que “de jeito nenhum reprovamos o amor dos membros da comunidade hindu às suas crenças”.
“Agradecemos seus gestos de respeito e reiteramos a nossa satisfação pela relação cordial com eles e com as outras confissões religiosas de Ceuta, o que nos obriga a ser cada vez mais fiéis à nossa tradição cristã”, acrescenta.
O texto afirma que o Pe. Mateos, “devidamente admoestado por permitir essas ações, lamentou os fatos ocorridos”.
O sacerdote, continua a declaração, “reconhece que foi um erro permitir a entrada destas imagens e que, em nenhum momento, pretendeu venerar algo que não seja o nosso Deus único e verdadeiro, pois a sua intenção foi somente acolher a demonstração de respeito que a comunidade hindu queria fazer à comunidade cristã e à Padroeira de Ceuta, fazendo uma oferta com flores no lado de fora do templo, e não celebrar nenhum tipo de ato religioso juntos”.
A declaração conclui afirmando que “o Sr. Vigário reconheceu o seu erro, lamenta o dano que causou aos fiéis e aceita a sua total responsabilidade, apresentando a sua demissão, que foi aceita”.



ACIDIGITAL

8 brasileiros famosos que não acreditam em Deus e você não sabia


Mas afinal, o que é ser ateu? Ateu é quem não crê em Deus ou em qualquer força superior, não tem religião e nem crença. O termo nasceu na Grécia Antiga para descrever aquelas pessoas que rejeitavam as divindades adoradas por grande parte da sociedade. Existem várias pessoas famosos no brasil que são ateus, cantores, atores, formadores de opiniões e até médicos. Falando nisso, confira a nossa matéria sobre os 7 famosos que são ateus e você não sabia.
Lembrando que não queremos incentivar ninguém a nada, apenas queremos mostrar que existem sim alguns famosos que são ateus. Então, caros leitores da Fatos Desconhecidos, confiram agora a nossa lista com os 8 brasileiros famosos que são ateus e provavelmente você não sabia:

1 – Arnaldo Jabor

24bfd53f6d805ab670780eb49ae4d139c87efbe3
O cineasta e jornalista Arnaldo Jabor já afirmou a revista Trip em 2006 que era ateu, e declarou: “Na verdade, aprendi a ser ateu com os jesuítas. Eles traumatizaram tanto, que falei: ‘Não é possível que essa gente tenha razão”. Arnaldo Jabor sempre foi de criticar bastante os males causados pelas crenças, como o comportamento do atirador que matou 12 estudantes em uma escola no Rio, ele declarou o seguinte: “O massacre dos meninos no Rio de Janeiro foi um massacre religioso, com a matança dos inocentes de Herodes. O assassino foi o anjo da morte de um Deus louco”. Confira também a nossa lista sobre quanto ganha os pastores da Igreja Universal do Reino de Deus.

2 – Camila Pitanga

E uma entrevista para a Xuxa, Camila Pitanga fala um pouco de como é não ter religião, e assume que mesmo não tendo uma religião, ela diz o nome de Deus nas situações de aperto, pois ela acha que a ideia de Deus e as religiões estão entranhadas na cultura brasileira.

3 – Cássia Eller

cassiaeller_sepa_brasilia2
Cassia Eller já declarou que na sua juventude já teve até a intenção que se freira, disse que foi muito religiosa até seus 17 anos, ia as missas, ajudava na paróquia e ainda sabia os hinos decorados, mas que quando foi estudar a bíblia e ficou sabendo que a bíblia tinha sido escrita em aramaico e traduzida para o latim, começou a achar que era tudo uma fantasia.

4 – Chico Buarque

chico-buarque
O compositor e cantor Chico Buarque, já declarou em várias ocasiões que é ateu. Uma delas, no ano de 2005, ele falou ao jornal espanhol La Vanguardia, e disse o seguinte sobre sua biografia: “Nasci e vivo no Rio de Janeiro. Estou separado e tenho três filhas, duas netas e um neto. Sou um democrata que ainda crê na possibilidade de um socialismo democrático. Já vivemos quase duas décadas de idiotice globalizada. Sou ateu.”

5 – Drauzio Varella

Drauzio Vallera é um famoso médico que divulga a medicina na rádio, TV e jornal, além de combater o tabagismo. Ele diz que respeita todas as crenças, mas lamenta não ser igual da parte dos crentes, que o chama de imoral. O médico é ateu desde seus 10 anos de idade.

6 – Juca Kfouri

Juca Kfouri se declara ateu desde a época em que poucas pessoas tinham a coragem de assumir ao público a sua descrença. Juca, que é jornalista esportivo, já teve algumas confusões com jogadores de futebol que manifestavam sua crença em campo, e no vídeo acima vocês pode ver ele falando de uma dessas confusões.

7 – Oscar Niemewer

oscar-niemeyer
O arquiteto Oscar Niemeyer, considerado um dos nomes mais influentes da arquitetura moderna mundial, foi responsável pelas principais obras da construção de brasília, inaugurada em 1960. O arquiteto morreu no dia 05 de dezembro de 2012, aos 104 anos de idade, e no seu velório houve lembrança ao comunismo e ao ateísmo. O pastor Mozart Noronha, que fez uma das primeiras alusões à ausência de fé do arquiteto. O pastor declarou o seguinte, “Acredito que essa seja a primeira vez em que se reúnem dois padres, um pastor e um rabino para celebrar a alma de um ateu.”

8 – Ricardo Boechat




BA_ConexaoEmpresarial_Boechat_05_B

O perigo do “ateísmo leve”

Acaba de aparecer nas páginas do The New York Times um intercâmbio de ideias muito instrutivo entre Gary Gutting, professor de filosofia da Universidade de Notre Dame, e Philip Kitcher, professor de filosofia da Universidade de Columbia.
ateismoKitcher se descreve como um defensor do “ateísmo leve”, o que viria a significar um ateísmo mais suave que a versão polêmica defendida por Richard Dawkins e Christopher Hitchens. Ao contrário desses colegas, Kitcher admite que a religião pode ter um papel eticamente útil numa sociedade predominantemente laica. Eu não vou entrar no mérito desta característica do pensamento de Kitcher, porque já explorei a redução kantiana da religião à ética em outros textos, mas gostaria de chamar a atenção para um particular aspecto desta entrevista, que mostra, com notável clareza, um dos mal-entendidos fundamentais sobre a religião, bastante comum entre os ateus.
Kitcher declarou que considera toda a doutrina religiosa não crível. Instado a dar uma explicação dessa postura algo exagerada, ele aponta a pluralidade extraordinária de doutrinas religiosas: cristãos, judeus, hindus, muçulmanos, animistas, etc., todos com visões radicalmente diferentes sobre a realidade, o divino, o propósito humano na vida. E, uma vez que todas as religiões se alicerçam fundamentalmente no mesmo terreno, o de uma revelação apresentada a ancestrais nossos já muito distantes, não há nenhum meio racional de ponderar essas diferenças. O único motivo real de eu ser cristão, diria ele, é o fato de ter nascido de pais cristãos que me passaram as histórias-chave do cristianismo. Se você é judeu, muçulmano ou hindu e tem histórias-chave diferentes das minhas, não há maneira razoável de eu o convencer nem de você me convencer. É o seu mito contra o meu. Esta é, obviamente, uma variante da visão iluminista: a religião positiva seria irracional e, portanto, inevitavelmente violenta, dependendo somente da força bruta a possibilidade de substituir uma religião por outra.
O problema fundamental é que Kitcher ignora por completo o papel decisivamente importante que a tradição religiosa desempenha no desenvolvimento e na ratificação da doutrina. É verdade que a religião se baseia, no geral, em eventos fundamentais, mas essas experiências não são simplesmente repassadas ​​em silêncio de geração em geração. Pelo contrário, elas são peneiradas e testadas, num processo complexo de recepção e assimilação. Elas são comparadas com outras experiências semelhantes; são analisadas ​​de forma racional; são colocadas em discussão e contrastadas com o que sabemos do mundo por outras fontes; são submetidas a investigação filosófica; suas camadas de significação são descobertas através de conversas que vêm se desenrolando ao longo de centenas e até milhares de anos; suas implicações comportamentais e éticas são esmiuçadas e avaliadas constantemente.
Vamos usar um exemplo da Bíblia para ilustrar como esse processo acontece. O livro do Gênesis nos diz que o patriarca Jacó, certa noite, teve um sonho em que anjos subiam e desciam por uma grande escada, enraizada na terra e estendida até o céu. Ao acordar, ele declarou que o local onde havia dormido era santo e o consagrou com um altar. A tradição recebeu essa história e retirou dela implicações que propõem questões metafísicas e espirituais profundas: o ser finito e o Ser Infinito estão intimamente ligados um ao outro; cada lugar é potencialmente um local de encontro com o poder que sustenta o cosmos; há uma hierarquia na realidade criada e na sua relação com Deus; adorar a Deus é alentador para os seres humanos, e assim por diante.

Estas conclusões derivam do processo de “peneiração” a que me referi e fornecem a base para algo que Kitcher e seus colegas acham inadmissível: a possibilidade da argumentação concreta sobre a religiosidade. Não é mera questão de contrapor histórias antigas umas às outras; é questão de analisar, triar e comparar esse legado com a experiência. E quando isto ocorre entre interlocutores de diferentes tradições religiosas, desde que sejam pessoas de inteligência e boa vontade, podem-se conseguir grandes progressos. Os parceiros dessa conversa podem descobrir um número notável de verdades em comum, pontos de contato entre doutrinas que pareciam em desacordo total, além de ensinamentos que são, de fato, mutuamente excludentes. Mesmo no que diz respeito aos pontos de discórdia, porém, ainda podem ser propostos, por ambos os lados, muitos argumentos autênticos.
O que me incomoda na proposta de Kitcher é que ele relega todas asreligiões ao âmbito do simplesmente irracional. É interessante notar que, várias vezes, no decorrer da entrevista, ele compara a experiência religiosa com as experiências de pessoas que sofrem de psicose. Isto indica o perigo real de uma visão desse tipo: uma sociedade dominada por um ateísmo “leve” como o de Kitcher pode tolerar as pessoas religiosas durante certo tempo, mas irá, em algum momento, marginalizá-las ou até propor interná-las por insanidade. Se você acha esta última sugestão paranoica, repasse a política da União Soviética em relação àqueles que não concordavam com a ideologia imposta.
Em meados do século XIX, John Henry Newman lutou tenazmente para defender a racionalidade das reivindicações religiosas. A entrevista de Kitcher, bem como os volumosos escritos dos seus aliados intelectuais, me faz pensar que a mesma batalha precisa ser lutada também hoje.

Fonte: Aleteia

O HOMEM BRINCANDO DE DEUS: Ator trans, Tarso Brant mantém útero e quer engravidar: 'Sonho em ser pai'









Através da novela ?#A Força do Querer?, a Rede Globo tem levado aos telespectadores um assunto bastante polêmico. A autora Glória Perez decidiu mostrar para o público os dramas das pessoas que não se identificam com o gênero com que nasceram.
Quem inspirou a autora para criar a personagem Ivana foi o ator trans, #Tarso Brant. Nascido Tereza Brant, o ator passou por toda a transição. Desde a troca de nome até as cirurgias de redefinição. Porém, em uma recente entrevista para o canal Gshow, o ator surpreendeu com uma revelação. Ele disse que, mesmo tendo passado pela transição, optou por deixar seu útero. Tarso contou que, futuramente, pretende engravidar e ser pai.

Papa Francisco: a Ideologia de gênero é contrária ao plano de Deus


 A criação do homem e da mulher, com o sacramento do matrimônio, são “um maravilhoso dom que Deus instituiu à humanidade”. Este foi o tema da mais recente catequese do Papa Francisco na Audiência Geral desta quarta-feira,15, na Praça de São Pedro, à que compareceram milhares de fiéis.
Antes de começar o seu discurso, o Papa explicou que “esta catequese e a próxima serão sobre a diferença e a complementariedade entre o homem e a mulher, que estão no vértice da criação divina; as duas catequeses que seguirão depois serão sobre outros temas do Matrimônio”.
Durante a sua explicação, o Papa Francisco denunciou a ideologia de gênero ou teoria do gênero e mostrou uma série de preocupações que se derivam dela. Pedindo a todos os fiéis e principalmente às famílias que mostrem a beleza da aliança entre o homem e a mulher, animou a vivê-la “para o bem”.
O Papa começou recordando o Livro da Gênesis, onde lemos que Deus, depois de ter criado o universo inteiro, “criou o ser humano à sua imagem: criou-os homem e mulher.”
Francisco sublinhou que “a diferença sexual está presente em muitas formas de vida.  Não só o homem e nem só a mulher são imagem de Deus, mas ambos, como casal, são imagem de Deus Criador.  “Isto nos diz que não só o homem tomou em si a imagem de Deus, não só a mulher tomou em si a imagem de Deus, mas também o homem e a mulher, como casal, são imagem de Deus”.    
Portanto, a diferença entre eles tem em vista a comunhão e a geração, e não a contraposição nem a subordinação. “Somos feitos para ouvir-nos e ajudar-nos reciprocamente. Sem esse enriquecimento recíproco, não se pode entender profundamente o que significa ser homem e mulher”, disse o Papa.
Continuando, disse que “a cultura moderna e contemporânea abriu novos espaços, novas liberdades e novas profundidades para o enriquecimento da compreensão destas diferenças”, mas denunciou que “introduziu também muitas dúvidas e muito ceticismo”.
Depois enumerou uma série de exemplos: “Pergunto-me, por exemplo, se a chamada teoria do gênero não é expressão de uma frustração e resignação, com a finalidade de cancelar a diferença sexual por não saber mais como lidar com ela. Neste caso, corremos o risco de retroceder”, alertou.
“A eliminação da diferença, com efeito, é um problema, não uma solução. Para resolver seus problemas de relação, o homem e a mulher devem dialogar mais, escutando-se, conhecendo-se e amando-se mais”.
Aliás “devem tratar-se com respeito e colaborar com a amizade”. E “com estas bases humanas, sustentadas pela graça de Deus, é possível projetar a união matrimonial e familiar que dure para a vida inteira”. “A união matrimonial e familiar é algo sério, não só para os cristãos, é para todos”, assinalou.
Nesse sentido, exortou os intelectuais a que “não abandonem este tema, como se fosse algo secundário pelo empenho em favor de uma sociedade mais livre e justa”.
“Deus confiou a terra à aliança do homem e da mulher: a falência desta aliança gera a aridez dos afetos no mundo e obscurece o céu da esperança”.
“Os sinais são visíveis e preocupantes”, disse, indicando duas reflexões que merecem atenção:
A primeira, relacionada à importância da mulher e seu papel na sociedade. Sobre isto manifestou que “sem dúvida devemos fazer muito mais a favor da mulher, se queremos dar mais força à reciprocidade entre homens e mulheres. É necessário, de fato, que a mulher não seja somente mais ouvida, mas que a sua voz tenha um peso real, uma autoridade reconhecida na sociedade e na Igreja.
O Pontífice citou como exemplo o modo como Jesus no Evangelho considerou as mulheres num período em que eram relegadas a segundo plano: “Em um contexto menos favorável que o nosso, manda uma luz potente, que ilumina um caminho que leva longe, do qual percorremos somente uma parte”, trata-se pois “de um caminho a percorrer-se com mais criatividade e mais audácia”.
A segunda reflexão diz respeito ao tema do homem e da mulher criados à imagem de Deus. “Me pergunto se a crise de confiança coletiva em Deus não estaria relacionada à crise da aliança entre homem e mulher, já que a comunhão com Deus está intimamente ligada à comunhão do casal humano.”
O Pontífice esclareceu que a Escritura “nos diz que a comunhão com Deus se comprova na comunhão do casal humano e que a perda da confiança no Pai celeste gera divisão e conflito entre o homem e a mulher”.
Eis então a grande responsabilidade da Igreja e de todos os fiéis e das famílias cristãs para redescobrir a beleza do projeto criador que grava a imagem de Deus também na aliança entre o homem e a mulher”.
O Papa concluiu dizendo que “a terra enche-se de harmonia e confiança quando a aliança entre o homem e a mulher é vivida no bem. Jesus nos encoraja explicitamente ao testemunho desta beleza, que é a imagem de Deus”, concluiu o Papa.

terça-feira, 29 de agosto de 2017

Vejam o que fez este padre em plena praça pública que deixou muita gente de boca aberta









Um Frade capuchinho da consolação fez este vídeo com a permissão do pároco local e do bispo. 

Todo joelho se dobre. 
E toda língua confesse. 
Que Jesus Cristo é o Senhor

Evangélicos queriam tirar imagem de Nossa Senhora Aparecida da entrada de cidade em GO




A reivindicação de um grupo evangélico está causando polêmica em Águas Lindas de Goiás, no Entorno do Distrito Federal. Eles pedem que a imagem de Nossa Senhora Aparecida, padroeira da cidade, seja retirada da entrada do município e, no lugar, a prefeitura coloque uma bíblia, símbolo que representaria todas as religiões.

Para conseguir a troca dos símbolos religiosos, representantes da comunidade evangélica começaram a arrecadar assinaturas dos moradores da cidade. Até o momento, mais de duas mil pessoas aderiram à campanha. O objetivo é que 15 mil pessoas apoiem a causa. “A (santa) Aparecida não representa as duas religiões cristãs do Brasil. Já a bíblica sagrada representa”, rebateu Edilson Andrade, apóstolo da Convenção Nacional de Igrejas.

A discussão começou há dois anos, quando a estátua foi alvo de vandalismo e passou por uma restauração. “Um membro da igreja evangélica tentou quebrar a imagem usando uma marreta” disse o frei Gilberto Jesus.

Enquanto evangélicos querem a retirada, outros moradores de Águas Lindas de Goiás não concordam com a medida. “A imagem não faz mal a ninguém, principalmente porque ela é mãe de Jesus Cristo, então não justifica tirar ela de lá”, defende o motorista Jacinto Vieira. “Tinham outras coisas mais importantes para eles se preocuparem”, reforça o também motorista Valdeci Cobra.

A polêmica não ficou apenas no campo religioso e atingiu também as esferas políticas. O diretor de comunicação da prefeitura do município, Marcos Paulo de Carvalho, afirmou que um projeto de lei aprovado pelos vereadores instituiu a santa como padroeira da cidade. Assim, ela não deve ser substituída.

“Nós vamos criar um espaço que será chamado Praça da Bíblia”, disse o diretor de comunicação. Assim, as duas religiões teriam seus símbolos representados na cidade.

ASSISTA:Depois de zombar de seu cançer Valdemiro se arrepende e profetiza cura de Marcelo Rezende





Líder da Igreja Mundial do Poder de Deus (IMPD), o apóstolo #Valdemiro Santiago novamente comentou sobre o câncer de #Marcelo Rezende. Semanas atrás, vale lembrar, o religioso afirmou durante um culto que a doença contraído pelo apresentador da Record TV, Marcelo Rezende, seria fruto da “Mão de Deus”.
Na última semana, contudo, o pastor surpreendeu a todos com uma nova declaração. Valdemiro voltou atrás e declarou cura na vida de Marcelo Rezende. Tudo aconteceu em um culto transmitido pela TV, em que uma fiel da igreja mostra um vídeo gravado pelo jornalista Gil Gomes que está aposentado da TV por conta de problemas de saúde.

 Valdemiro prefetizou: “Está vendo Gil, o meu Deus vai tocar na sua vida. Está vendo Marcelo Rezende, o meu Deus vai tocar na sua vida”.
Ao que tudo indica, o público concordou com a atitude de Valdemiro e aplausos foram levantados após o culto.

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Cunha diz não crer que o Papa representa Deus na terra, mas apela a ele para ser julgado


Eduardo Cunha. Foto: Jonas Pereira/Wikimedia Commons / Papa Francisco. Foto: Alan Holdren (ACI Prensa)

VIDEO SINISTRO:O Charlatão Edir Macedo Queimando Demonio com os Olhos





Ele Expulsa o Demônio com os seus Próprios Olhos, queimando como ele dizia, não é nem pelo poder de Jesus ,nem pela autoridade do Seu Nome. era só o que Faltava, vagabundo Mentiroso.

ONU Brasil utiliza informação falsa sobre “carta do Papa” para promover agenda gay





REDAÇÃO CENTRAL, 28 Ago. 17 / 05:00 pm (ACI).- As Nações Unidas (ONU) no Brasil utiliza informações falsas em seu site sobre uma carta do Vaticano ao brasileiro Toni Reis – em um modelo usado para responder a diversas correspondências –, para indicar que o Papa Francisco teria aprovado a união de homossexuais e os reconhecido como família.
Na reportagem intitulada “’Nos sentimos incluídos’, diz pai gay que recebeu carta do Papa Francisco”, a ONU conta a história de Toni Reis e David Harrad, que batizaram seus três filhos adotivos em abril deste ano, em Curitiba (PR).
Cita ainda que Toni enviou uma carta ao Papa Francisco agradecendo pelo batizado dos três adolescentes e que ele e seu parceiro teriam recebido uma resposta do Pontífice.
Porém, a carta assinada pelo Assessor para os Assuntos Gerais do Vaticano, Mons. Paolo Borgia, se refere apenas a Toni Reis, ao iniciar com “Prezado Senhor”.
“O Santo Padre viu com apreço a sua carta, com a qual lhe exprimia sentimentos de estima e veneração e formulava votos pelos bons frutos espirituais do Seu ministério de Pastor da Igreja Universal”, exprime a missiva, sem se referir ao conteúdo da carta enviada ao Pontífice.
“Ao agradecer, da parte do Sucessor de Pedro, o testemunho de adesão e as palavras de homenagem, posso acrescentar: também o Papa Francisco lhe deseja felicidades, invocando para a sua família a abundância das graças divinas, a fim de viverem constante e fielmente a condição de cristãos, como bons filhos de Deus e da Igreja, ao enviar-lhes uma propiciadora Bênção Apostólica, pedindo que não se esqueçam de rezar por ele”, acrescenta o texto.
A reportagem da ONU que insinua a aprovação do Papa Francisco a uma “família homoafetiva”, apresenta Toni Reis e David Harrad como precursores nos “direitos LGBTI” no Brasil, para, em seguida, afirmar que a entidade presidida por Toni é parceira das Nações Unidas em uma campanha de promoção de direitos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e intersexuais.
No entanto, o site das Nações Unidos ignora o esclarecimento dada pela subdiretora da Sala de Imprensa do Vaticano, Paloma García Ovejero, a qual negou que o Pontífice tenha felicitado Toni e David, quando da divulgação da carta em 8 de agosto de agosto.
Na ocasião, Ovejero reiterou em declarações ao Grupo ACI “que a afirmação do senhor Toni Reis de que se trata de uma resposta ao casal é falsa”, pois se dirigia apenas a ele.
A subdiretora da Sala de Imprensa também assinala que, “embora é certo que no corpo da notícia se fazia referência a uma bênção à família do destinatário, se precisa que em português esta expressão tem um sentido genérico e amplo”.
Além disso, a carta é o modelo padrão de resposta de cortesia que o Vaticano envia a todas as pessoas que escrevem ao Papa e, nela “não á nenhum elemento que faça referência ao conteúdo concreto da carta do senhor Reis, exceto o agradecimento do Papa com a expressão da ‘estima e veneração ao Pastor da Igreja Universal’”.
Com efeito, Reis e Harrad não publicaram o texto da carta que eles enviaram ao Papa Francisco e se desconhece se na missiva original eles se apresentaram como casal homossexual. Também a reportagem da ONU não traz informações sobre esta questão.


ACIDIGIAL

Você sabe qual é a diferença entre tentação e provação?


Tentação x Provação

As pessoas sempre acabam fazendo uma grande confusão entre as dificuldades que estão enfrentado, se é provação​ ou tentação​. Há, no fundo, dentro delas, a dúvida se o que vivem é algo que vem de Deus ou do maligno. A verdade é que, quando falamos de tentação ​e provação​, precisamos entender também que existem diferenças entre ambas, e consequências distintas quanto ao fruto que será gerado em nós, caso não saibamos como enfrentar cada uma delas.
-Você-sabe-qual-é-a-diferença-entre-tentação-e-provação-

Por que os frutos podem ser distintos?

Porque as “fontes” de onde elas sobrevêm são distintas. No entanto, é a própria Palavra de Deus e o Magistério da Igreja que nos ajudam a compreender o que é cada uma dessas realidades e como vivenciá-las. Na Carta de São Tiago, temos uma clara distinção e explicação do que é cada uma delas e suas consequências. Vejamos:
“Considerai uma grande alegria, meus irmãos, quando tiverdes de passar por diversas provações, pois sabeis que a prova da fé produz em vós a constância. Ora, a constância deve levar a uma obra perfeita: que vos torneis perfeitos e íntegros, sem falta ou deficiência alguma” (Tg 1,2). “Feliz aquele que suporta a provação, porque, uma vez provado, receberá a coroa da vida, que Deus prometeu aos que o amam” (Tg 1,12).

É o mesmo Tiago que também nos fala sobre a tentação:

“Ninguém, ao ser tentado, deve dizer: ‘É Deus quem me tenta’, pois Deus não pode ser tentado pelo mal, tampouco Ele tenta alguém. Antes, cada qual é tentado por sua própria concupiscência, que o arrasta e seduz. Em seguida, a concupiscência concebe o pecado e o dá à luz; e o pecado, uma vez maduro, gera a morte” (Tg 1,13-15). O próprio Jesus foi quem nos ensinou, em Sua Palavra, na oração do Pai-Nosso, uma realidade sobre a tentação quando diz: “não nos deixeis cair em tentação”.
Nesse pedido de Jesus, há uma “rejeição” à tentação, um alerta de que há um perigo, pois, logo em seguida, vem um outra súplica, na qual há um vínculo com o pedido anterior, de “não se deixar cair em tentação”, que é: “mas livrai-nos do mal”. Com tudo isso, podemos, certamente, dizer que há grandes diferenças entre tentação​ e provação​, de onde nascem e os frutos que produzem.
A tentação​ tem sempre como origem o demônio, nossa carne ou o mundo. Ela tem como objetivo nos levar ao pecado; e ao nos fazer pecar, produz em nós o rompimento do nosso relacionamento com Deus, o nosso afastar-se d’Ele, gerando em nós a morte.
A Palavra de Deus, no entanto, é clara quanto ao caminho que a tentação faz dentro de nós, para que isso venha a se tornar realmente um pecado. A pessoa, quando sente o desejo pelo pecado, precisa, além de sentir, consentir, deixar aquela tentação tomar conta dela, para que surja o ato do pecado, e este cresça, amadureça e gere os frutos de morte. Sendo assim, sentir-se tentado não é pecado, seja qual for o nível de tentação! Pecado é você permitir que essa tentação cresça sem que você lute contra ela. O Catecismo da Igreja Católica (2847) nos ensina que, se a tentação não for consentida, mas combatida, ela também pode nos ser útil, trazendo-nos méritos diante de Deus.


A provação​ tem sua origem em Deus, na permissão divina

Ainda que determinadas provações possam ter, por detrás delas, o demônio, ela é permitida por Deus para o crescimento e amadurecimento da pessoa. Assim como afirma a Palavra de Deus: “…sabeis que a prova da fé produz em vós a constância. Ora, a constância deve levar a uma obra perfeita: que vos torneis perfeitos e íntegros, sem falta ou deficiência alguma” (Tg 1,2).
Assim foi com Jó! Ele era um homem íntegro, temente a Deus, mas o Senhor permitiu que o demônio lhe causasse incômodos, pois sabia que Jó teria as condições de suportá-los! “Deus é fiel e não permitirá que sejais provados acima de vossas forças. Pelo contrário, ele providenciará o bom êxito, para que possais suportá-la.” (I Cor 10,13)



Danilo Gesualdo 

 

VIA CANÇÃO NOVA

VIDEO:CRIANÇA ATROPELADA FICA ENTRE A VIDA E A MORTE,A MÃE REZA Á NOSSA SENHORA E ALGO INCRIVEL ACONTECE


 UM TERRÍVEL ACIDENTE E UM ATO DE FÉ DE SUA MÃE,MUDOU A VIDA DESSA CRIANÇA


O medico disse a ela,se a senhora tem fé reze,porque não tem mais jeito


Ouçam esse belíssimo testemunho sobre o auxilio de nossa senhora a uma mãe desesperada

DUPLA ARMADA INVADE IGREJA CATÓLICA, FAZ REFÉNS E LEVA PERTENCES DAS VÍTIMAS EM ARAPIRACA



Eram por volta das 17h30 deste sábado (26) quando dois homens armados invadiram a Paróquia de Nossa Senhora das Graças, localizada na Avenida Ventura de Farias, no Bairro Cavaco, em Arapiraca. A


Eram por volta das 17h30 deste sábado (26) quando dois homens armados invadiram a Paróquia de Nossa Senhora das Graças, localizada na Avenida Ventura de Farias, no Bairro Cavaco, em Arapiraca. A dupla realizou um verdadeiro arrastão, levando aparelhos celulares e uma motocicleta das pessoas que participavam de uma reunião com o diácono da igreja.

A equipe de reportagem do Minuto Arapiraca conversou com uma das vítimas. Ela alegou que no momento da invasão o músico da igreja e as crianças que estavam presentes foram feitos reféns. Na sequencia, a dupla se dirigiu até o salão paroquial, onde estava sendo realizada uma reunião de jovens com o diácono.

Bastante nervosos, os criminosos apontaram a arma para o grupo e pediram para todos se dirigirem à cozinha da igreja, onde foram obrigados a se deitarem.

Ao todo foram levados seis aparelhos celulares e uma motocicleta Honda Biz de cor vermelha e placa ORE 3356.

Após os criminosos deixarem o local, as vítimas acionaram a Polícia Militar, que realizou rondas e conseguiu, minutos depois, localizar a motocicleta abandonada na Rua Ezequiel dos Santos, há aproximadamente um quilômetro da igreja. Os criminosos não foram localizados.

As vítimas prestaram queixa na Central de Polícia de Arapiraca, localizada no Bairro Baixão

Escola Católica de 167 anos remove estátuas de Maria e Jesus para serem mais inclusivas

Funcionários da Escola de São Domenico na Califórnia, EUA, decidiram recentemente remover estátuas e ícones católicos para serem visto como mais inclusivo e tolerantes. A escola está comemorando o seu 167º aniversário.

A diretora da escola disse que os pais de alguns potenciais estudantes que visitaram o campus – que foi fundado em 1850 e atendem 671 estudantes – expressaram preocupação com as figuras religiosas, reportou o Marin Independent Journal.
“Se você anda no campus e a primeira coisa que vê são três ou quatro estátuas de São Domingos ou São Francisco, pode ser considerado alienante para essa outra religião, e não queremos continuar esse sentimento”, Amy Skewes Cox, que preside o conselho de curadores da escola.
Cecily Stock, que é diretora da escola, disse que a maioria dos estudantes não são católicos.
“Nos últimos anos, tivemos menos estudantes católicos como parte da comunidade e um maior número de estudantes de várias religiões”. “Atualmente, cerca de 80% das nossas famílias não se identificam como católicas”. Disse a imprensa.
Um funcionário, que descreveu a instituição como a escola independente mais antiga da Califórnia e a primeira escola católica do estado, disse à Fox News que um “grande número de estátuas religiosas foi recentemente transferido para outras partes do campus da escola e alguns foram doados para beneficiários apreensivos”.
“Insano, a escola católica da minha cidade natal está removendo estatuas de Maria e Jesus, por considerar que podem “ser alienantes” – Joe Perticone
O avanço do secularismo está a todo vapor nos Estados Unidos, o estado da Califórnia é um dos maiores colégios eleitorais dos Democratas. A revolução cultural pretende varrer do Ocidente a cultura cristã e substituí-la pelas falsidades do humanismo

domingo, 27 de agosto de 2017

Menina de 3 anos andou sozinha na floresta por 11 dias. Mas quem esteve ao seu lado o tempo todo vai te emocionar.


Compartilhar
15k



Comentar
5

Não era a primeira vez que a menina caminhava sozinha para ver seu pai. Mas desta vez, as coisas não correram como habitual…

Os cães são grandes amigos das crianças, e já vimos muitas histórias que mostram como é benéfica a relação de amizade entre eles. Os cachorros fazem tudo para proteger os mais pequenos, e o animal que se segue é a viva prova disso.
Karina Chikitova é uma menina siberiana de 3 anos. Ela vive com a mãe, e costuma ir visitar o pai na povoação vizinha. Não era a primeira vez que a menina caminhava sozinha para ver seu progenitor. Mas desta vez, as coisas não correram como habitual…
O pai não estava em casa e a menina decidiu ir procurar ele. Karina foi para uma grande floresta, e se perdeu… Muitos dos adultos locais só entram nessa zona com armas, porque ela está repleta de ursos e lobos.
 Youtube - Whatevver videos
Só que a criança não estava sozinha: tinha a seu lado companheiro de quatro patas. O que ninguém imaginava é que ele iria determinar o destino dela…
 Youtube - Whatevver videos
Os pais de Karina estavam muito preocupados e arrependidos de a terem deixado caminhar sozinha. Para além disso, só pensavam na baixa temperatura que fazia durante a noite no bosque, abaixo dos 0 graus, e no que a menina teria de ultrapassar, sem abrigo nem ajuda.
As equipes de resgate não tinham boas notícias: não conseguiram encontrar a menina.Onze dias depois, a esperança de a encontrar com vida era cada vez menor. Mas quando pensaram que tudo estava perdido algo impressionante aconteceu…
O cão de Karina voltou à povoação. A equipe de resgate viu o seu regresso como um mau sinal. De repente, o animal começou a correr de novo em direção ao bosque, e os homens decidem seguir seus passos. Quando o cachorro parou ninguém queria acreditar!
 Youtube - Whatevver videos
A menina de 3 anos estava viva! Assustada, com frio, fome e sede, mas viva e bem. Ela voltou para os braços dos pais com uma história comovente…
 Youtube - Whatevver videos
Enquanto estava perdida, ela comeu bagas e bebeu água do rio, enquanto o companheiro de quatro patas espantava todas as criaturas que se aproximavam. Durante a noite, eles se aqueciam um ao outro, fazendo com que Karina não morresse de hipotermia.
 Youtube - Whatevver videos
É impressionante o que esse herói fez pela sua pequena dona. A população, em homenagem ao cachorro, decidiu erguer uma estátua dele e de Karina.
 Youtube - Whatevver videos
Graças à coragem e amor do animal, a menina conseguiu sobreviver… Compartilhe se acha que o cão é o melhor amigo do homem!
 Youtube - Whatevver videosTodas as imagens: Youtube – Whatevver videos


(via Histórias com valor)

Desconhecidos Vandalizam estátua de Santo Católico



CUIDADO:Mentira no WhasApp atribui ao Papa Francisco mensagem que não disse sobre a família


 

 


REDAÇÃO CENTRAL, 25 Ago. 17 / 04:00 pm (ACI).- Nesta semana, viralizou através do serviço de mensagens de WhatsApp um texto atribuído ao Papa Francisco sobre a família que não foi pronunciado pelo Pontífice.
A mensagem que afirmam ser do Papa é intitulada “Família, lugar de perdão”, e garante que foi extraída de uma homilia pronunciada pelo Santo Padre em um “retiro”, sem especificar a data e o local. “Independentemente da religião, veja como é bonito o que o Papa Francisco escreveu sobre a família. Um espírito evangelizador, sem dúvida”, diz o autor anônimo.
De acordo com o boato, o Papa diz: “Não existe família perfeita. Não temos pais perfeitos, não somos perfeitos, não nos casamos com uma pessoa perfeita, nem temos filhos perfeitos. Temos queixas uns dos outros. Decepcionamos uns aos outros. Por isso, não há casamento saudável nem família saudável sem o exercício do perdão”.
“O perdão é vital para nossa saúde emocional e sobrevivência espiritual. Sem perdão a família se torna uma arena de conflitos e um reduto de mágoas. Sem perdão a família adoece. O perdão é a assepsia da alma, a faxina da mente e a alforria do coração. Quem não perdoa não tem paz na alma, nem comunhão com Deus”, continua o texto.
“A mágoa é um veneno que intoxica e mata. Guardar mágoa no coração é um gesto autodestrutivo. É autofagia. Quem não perdoa adoece física, emocional e espiritualmente.
É por isso que a família precisa ser lugar de vida e não de morte; território de cura, e não de adoecimento; o palco de perdão, e não de culpa. O perdão traz alegria onde a mágoa produziu tristeza; cura, onde a mágoa causou doença”, indica o boato.
Abaixo do texto está escrito: “Papa Francisco. Envie para todas as famílias que você conhece”.
Esta mensagem começou a circular nas redes sociais em 2015 e foi postada no Facebook em uma conta não oficial do Vaticano nem do Pontífice.
Esta mentira poderia ter sido originada devido a uma deturpação da mensagem do Papa Francisco pelo 49º Dia Mundial das Comunicações Sociais, divulgado em janeiro de 2015, onde falou sobre a família e o perdão.
“Não existe a família perfeita, mas não é preciso ter medo da imperfeição, da fragilidade, nem mesmo dos conflitos; preciso é aprender a enfrentá-los de forma construtiva”, escreveu o Santo Padre.
“Por isso, a família onde as pessoas, apesar das próprias limitações e pecados, se amam, torna-se uma escola de perdão. O perdão é uma dinâmica de comunicação: uma comunicação que definha e se quebra, mas, por meio do arrependimento expresso e acolhido, é possível reatá-la e fazê-la crescer”, acrescentou.
Também poderia ter sido atribuída à mensagem que o Papa deixou às famílias durante a sua visita a Cuba, em 22 de setembro de 2015.
“É verdade, não existe família perfeita, não há marido perfeito, pais perfeitos, ou filhos perfeitos e, se não se zangam, eu diria sogras perfeitas. Mas isso não impede que sejam a resposta para o amanhã. Deus incentiva-nos ao amor, e o amor sempre se compromete com as pessoas que ama”, sublinhou e pediu que, “portanto, cuidemos das nossas famílias, verdadeiras escolas do amanhã”, disse naquela ocasião.
Devemos ter cuidado com o que circula na internet
Em certa ocasião, a Santa Sé advertiu que “estes tipos de textos que circulam pela internet atribuídos ao Papa Francisco geralmente não mencionam a data e a ocasião na qual pronunciou essas palavras”.
“Porque desta maneira, seria fácil para qualquer pessoa procurar na página oficial da Santa Sé e comprovar se realmente eram palavras do Papa”, assinalaram.
Portanto, o Vaticano pediu que se comprove a veracidade das mensagens atribuídas ao Papa na internet através dos sites oficiais da Santa Sé, como a conta de Twitter do Papa Francisco @Pontifex_pt, o site do Vaticano, a Sala de Imprensa da Santa Sé, a página do Facebook de News.va, o jornal do Vaticano L’Osservatore Romano, a Rádio Vaticano, o Centro Televisivo Vaticano (CTV) e o aplicativo para celulares e tablets ‘The Pope App’, administrado por News.va.

ACIDIGITAL