domingo, 6 de agosto de 2017

EUA: nova lei permite que agências de adoção cristãs neguem-se a entregar crianças para gays

O estado norte-americano do Texas é o sexto do país a blindar instituições confessionais contra eventuais processos

 

O governador do Texas, Greg Abbott, assinou em junho uma lei que protege o direito de agências de adoção cristãs de se negarem a direcionar crianças para casais homossexuais. Chamada de Freedom to Serve Children Act, ou HB 3859, a lei permite que essas instituições recebam financiamento público sem temer retaliação por basear-se nos critérios de sua fé na escolha do destino das crianças.
“Somos muitos gratos ao governador Abbott por assinar a HB 3859 e por todo o esforço do deputado James Frank e do senador Charle Perry pela aprovação dessa lei que permitirá que agências de adoção confessionais do Texas possam servir as crianças do Texas mantendo a fidelidade aos ensinamentos da nossa fé”, disse a diretora executiva da Conferência Católica dos Bispos do Texas, Jennifer Carr Allmon.
Um quarto das agências de adoção do Texas são confessionais. “Devido à crise das agências estatais, as instituições confessionais são chamadas a fazer mais para ajudar as crianças sem família. Muitas instituições querem fazer isso, mas antes dessa lei, a legislação não as protegia”, disse um comunicado do grupo Texas Values.


Já a organização pró-LGBT Human Rights Campaign disse que a lei “consagra a discriminação na legislação texana” e “permite a discriminação de duas direções: contra possíveis pais e contra as crianças”. O grupo ressaltou o fato de que a lei também permite que as agências rejeitem não apenas casais homossexuais, mas “casais inter-religiosos, pais solteiros, casais em que um dos pais era divorciado, ou outros casos em que possa haver objeção religiosa”.
O Texas é o sexto estado do país a aprovar uma lei como essa, juntando-se a Michigan, Alabama, Dakota do Sul, Dakota do Norte e Virginia. Em Boston, Illinois, São Francisco e a capital Washington foram registrados casos de agências de adoção católicas que, forçadas a encaminhar crianças para lares homossexuais, preferiram fechar as portas.

Com informações de Life Site News.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato:VALMIRCESARVGA@HOTMAIL.COM